Os Lusíadas

 

Os Lusíadas foram impressos pela primeira vez em 1572, na casa de António Gonçalves, com privilégio real e licença da Santa Inquisição.

No séc. XVI, o sonho de todos os poetas era criar uma epopeia à semelhança de Virgílio e Homero. Para isso, o tema mais escolhido neste século foi os Descobrimentos, que naquela altura era um assunto nacional e universal, o que despertou vários escritores para este tema.

Para a sua obra escolheu a viagem de Vasco da Gama como acção principal, baseando-se em relatos recheados de pormenores. Mas na viagem de Vasco da Gama, o Poeta não encontrou um enredo, mas sim uma sequência cronológica e isso não bastava para escrever uma epopeia. Por isso, utilizou um enredo mitológico entre os deuses. Portanto, em comparação à viagem de Vasco da Gama, decorre um outro plano de narrativa que corresponde à intervenção dos Deuses no Olimpo.

N’Os Lusíadas a acção reside nas dificuldades e obstáculos que os portugueses têm de superar e nas rivalidades que Vénus, protectora dos portugueses, opõe a Baco, inimigo deles. Desta intriga resultam os obstáculos para os portugueses, pois Baco, tinha inveja e queria prejudicá-los. Por outro lado, Vénus, com o auxílio de Júpiter, tenta ajudá-los, servindo-se de ninfas para acalmar os deuses marítimos e fazer com que estes acalmem as ondas.

 

Quanto à estrutura da obra, esta pode dividir-se em três partes: a estrutura interna, a estrutura externa e os planos da narrativa.

 

A estrutura interna é composta por:

*       Proposição, onde o Poeta refere os seus objectivos

*       Invocação, onde o Poeta invoca as Tágides ou Ninfas do Tejo

*         Dedicatória, onde dedica o poema a El-Rei D. Sebastião

*         Narração que se inicia a partir da estância 19, no canto I, até ao fim do canto X.

 

Quanto à estrutura externa, é composta por:

*       10 cantos, com estrofes de 8 versos, com rima emparelhada e cruzada

*        Versos com 10 sílabas métricas (decassílabos).

 

Os planos da narrativa são constituídos por:

*        Narração histórica - História de Portugal

*        Narração da viagem de Vasco da Gama

*        Narração mitológica - intervenção dos Deuses.

 

 

Anterior

Home