Dispositivos de interligação de redes

    Cada vez mais as organizações tem necessidade de expandir as suas redes, aumentando a sua extensão, criando e interligando sub-redes ou abrindo vias de comunicação entre as suas redes locais e as redes alargadas (sobretudo, a Internet). Para tal, existem diversos dispositivos possíveis, que se diferenciam entre si conforme o tipo de funções que desempenham.

Repetidores (Repeaters)

Bridges (Pontes)

   Os repeaters ou repetidores são simples dispositivos electrónicos que recebem os sinais transmitidos ao longo de um cabo e repetem-nos para o segmento seguinte desse cabo, ou seja, regeneram ou amplificam os sinais de modo a evitar a atenuação que ocorre ao longo do cabo, permitindo, desta forma, aumentar o alcance desse cabo.    As bridges (pontes), por sua vez, são dispositivos que permitem dividir uma rede local em duas ou interligar duas redes já existentes e, de certa maneira, gerir o tráfego entre essas sub-redes, resultantes. Estes dispositivos podem ser usados, por exemplo, para ligar duas sub-redes locais, situados em diferentes compartimentos; desta forma controla-se o tráfego das mensagens, de modo a deixar passar de um segmento da rede para o outro apenas as mensagens destinadas a um computador situado no outro segmento, reduzindo assim possíveis congestionamentos de tráfego de mensagens.  As bridges podem também ser usadas  para interligar sub-redes através de um backbone (espinha dorsal ou cabo principal da rede) ou para interligar redes situadas em locais geográficos afastados, permitindo assim constituir redes mais abrangentes (por exemplo: redes de campus, MAN, etc.).